The Good Wife – Vale cada minuto!

17 de janeiro de 2010 Por:


The Good Wife é estrelado por ninguém menos que Julianna Margulies (Carol Hathaway, em ER), Christine Baranski (Dr. Beverly Hofstadter, em The Big Bang Theory) e Chris Noth (Mr. Big, em Sex and the City). A trama, envolta em mistérios, política e elementos jurídicos, conta a história de Alicia Florrick (Margulies), esposa de um promotor de justiça, Peter Florrick (Noth).

Após um escândalo sexual e de corrupção onde a figura central é seu marido, Alicia, graduada em Direito, decide começar sua carreira no campo da justiça depois que recebe um convite de seu antigo colega de faculdade, Will Gardner (Josh Charles, Sociedade dos Poetas Mortos). Com tantas histórias mal explicadas por seu marido, ela guarda muito rancor, que é semeado sempre por ódio e ao mesmo tempo por uma confusão de sentimentos bons, incluindo amor. Alicia e seus dois filhos sempre foram muito apegados ao marido e viviam uma vida perfeita no subúrbio, até que o escândalo estourou.

Com o marido sendo preso, Florrick se viu obrigada a tentar a vida de outra forma, mudando-se para a cidade. Seus filhos, após esta mudança de vida, também tiveram suas vidas completamente transformadas. Passaram a encarar um novo tipo de vida, uma nova rotina, novas situações.


Alicia Florrick se empenha sempre em resolver os casos da firma de advocacia onde trabalha, que é dirigida por Diane Lockhart (Baranski) e seus associados. Alicia, com certeza pelo excelente trabalho de Julianna, emociona, mostra caminhos alternativos para a vitória dos casos que pega para trabalhar e se mostra uma advogada nata. Apesar de ter cursado Direito, nunca havia exercido a profissão antes.

A série, inicialmente, teria 13 episódios de 40 minutos cada, porém, com o bom desempenho do elenco e com o feedback do público, a primeira temporada foi estendida para 22 episódios e já se fala em novas temporadas. Nos Estados Unidos é exibida pela CBS e segue na liderança de seu horário, que disputa com nomes como The Forgotten.


No Brasil, a série é exibida pelo Universal Channel, às 22h das segundas-feiras. The Good Wife já recebeu indicações de Melhor Atriz em Série Dramática nos prêmios Globo de Ouro, Satellite Awards e Screen Actors Guild Awards. Também já foi indicada como Melhor Série Dramática e Melhor Elenco em Série Dramática. Ouso e digo: vale a pena cada segundo!

Série Favorita:

Não assiste de jeito nenhum:

  • The Good Wife é a melhor estreia desta temporada! Amo, amo, amo! =DD

  • Caroline®

    Concordo muito, é a minha série preferida atualmente – desbancando Grey’s, que está uma @#$%&. Só pra constar, adoro o Cary e a Diane, e odeio os filhos da Alicia…

  • Eu vi o piloto quando estreou. Gostei muito, mas já na outra semana não me empolguei pra baixar. Esses dias eu tava ouvindo tanta gente falar tão bem que resolvi tentar de novo. Revi o piloto, só que de novo empaquei pra ver o 1×02. O destino não quer que eu assista a The Good Wife 😐

  • Maria

    sinceramente the good wife para mim é uma série mt medíocre e não creio que deveria contar do “vale cada minuto”

    • Maria, quantos episódios você viu?
      É a primeira vez que vejo alguém falando mal de TGW… Tem quem não goste, mas chamar de medíocre é a primeira vez. Mas, claro, respeito sua opinião.

      Eu particularmente adoro e acho uma das melhores séries da atualidade.

    • Nunca esperei ver este dia chegar, mas, chegou. A primeira pessoa que eu vejo, na minha vida, desde a estreia de The Good Wife, a falar desta forma da série, ainda com um adjetivo tão depreciado quanto esse…

      Enfim, eu gosto muito da série! =)

    • Já eu acho que é uma das melhores em exibição.

  • Eu descobri a série no ano passado e corri para acompanhar com o mundo real. A série é fantástica e fica melhor a cada dia, fato.

10 grandes reviravoltas em Gossip Girl

6 dias atráscomentarios

Há exatos 10 anos, o mundo era apresentado a Gossip Girl: uma série badalada, cheia de jovens ricos com seus amores e problemas. O piloto foi ao ar pela CW e deu vida a personagens que marcaram uma geração de Apaixonados por Séries. Durante 6 temporadas, já sentimos amor pelos protagonistas, odiamos alguns deles, vimos os altos e baixos de todos eles e, mesmo que a série não tenha mantido o mesmo nível em todas as temporadas, deixou aquela saudade. Para comemorar os 10 anos da série, selecionar os melhores momentos seria bem clichê. E como tivemos tantos babados, revolvemos escolher 10 momentos de reviravolta na série. Vem conferir com a gente: Vida e morte de Bart Bass Vamos combinar, Bart […]

Leia o post completo

Emmy 2017 | Em noite histórica, The Handmaid’s Tale derruba favoritas e quebra recorde de 36 anos

7 dias atráscomentarios

Fazia exatos 36 anos que uma série havia vencido ao menos 4 das 5 categorias principais do Emmy (Série, Roteiro, Direção, Ator e Atriz de Drama). O recorde pertencia à primeira temporada de Hill Street Blues, em 1981. Ontem, uma nova marca foi estabelecida. Deixando as favoritas Stranger Things e Westworld comendo poeira, The Handmaid’s Tale venceu os prêmios de série, direção, roteiro e atriz principal de série dramática e fez o que nem grandes séries como Breaking Bad, The Sopranos e The West Wing fizeram no seu auge. À esses 5 prêmios, a série acumula mais 3 vencidos no Creative Emmy semana passada: Atriz Convidada (Alexis Bledel), Fotografia e Direção de Arte, totalizando 8 vitórias na edição. Às outrora favoritas, restaram apenas 5 prêmios cada, todos entregues no Creative. Na noite de ontem, não teve […]

Leia o post completo

Primeiras Impressões: The Orville

1 semana atráscomentarios

O que dizer de The Orville? Assisti ao primeiro episódio dessa nova série da Fox, criada, produzida e estrelada por Seth MacFarlane (Family Guy), e até agora não consegui entender por que o seriado está classificado como uma comédia ou, mais distante ainda, uma sátira de Star Trek. The Orville não é uma série ruim, vejam vocês, mas não é uma comédia como tentaram vender os trailers e todo o material promocional. Há piadas sim, algumas até engraçadas, mas elas fazem parte do contexto e não são o objetivo final do roteiro. A ideia de um mundo futuro, com naves espaciais e seres de diversos planetas convivendo também não é uma sátira de Star Trek, como fizeram parecer. Ao contrário, […]

Leia o post completo

Siga as nossas redes sociais e fique sempre conectado:

Assine nossa newsletter