Aquele em que dizemos adeus

Pra quem não sabe, o Apaixonados por Séries existe há quase dez anos. Eu e Camila…

O que esperar de 2018

Antes de mais nada, um feliz ano novo para você. Que 2018 tenha um roteiro muito…

Ligações Perigosas – Episódio 2

Por: em 6 de janeiro de 2016

Ligações Perigosas – Episódio 2

Por: em

Depois de um episódio de estreia focado em seus “vilões”, Ligações Perigosas diminuiu um pouco o ritmo, colocou as engrenagens para girar e o foco nas suas mocinhas.

mariana-augusto

Se Isabel reinou sozinha durante o episódio piloto, desta vez quem tomou as atenções para si foi  Mariana, com ações que surpreenderam quem esperava uma mulher recatada por causa da religiosidade. Como eu havia comentado, Mariana é uma grande seguidora de sua fé, mas não se deixa definir por ela e tampouco a usa como régua para o julgamento alheio. Isso é o que a torna tão interessante, mas também pode ser um fator determinante para sua ruína.

Ela não se importa com o que ouviu sobre Augusto e o deixa entrar na sua vida e no seu coração sem grandes cerimônias. Apesar de ser casada, ela se permite ficar até tarde vendo-o dançar, andar sozinha de barco com ele, plantar flores juntos e não se liga muito para os sentimentos que a princípio vão nascendo disso. Ela tem uma boa dose de ingenuidade sim, mas é uma mulher adulta, casada e inteligente que percebeu o clima de flerte desde o início, mas por ser algo despretensioso, deixou acontecer.

A única ameaça surgiu diante do alerta de Iolanda sobre o verdadeiro caráter de Augusto, e não só a sua reputação. Mais uma vez, Mariana preferiu ser prudente sim, mas a partir do seu próprio julgamento. Colocar a criada para segui-lo, no entanto, acabou dando mais munição para que Augusto manipulasse a situação e aparecesse como o herói do dia. Motivações escusas à parte, para o pescador não fez muita diferença o teatrinho e, mesmo sem perceber, o bom-vivant fez – de fato! – algo nobre por causa de Mariana. A grande jogada foi confessar os supostos sentimentos no momento em que ela estava com todas as defesas baixas devido à culpa e ao encantamento.  Agora o que eles têm vai definitivamente para uma outra esfera, e a jovem senhora vai precisar lidar com conflitos bem mais profundos que um flerte sem importância.  “Vamos para mais longe” foi a sua pior decisão… não no mar. Fora dele.

cecile

Isabel pode ter ficado furiosa por Augusto negar ajuda com Cecília, mas, segundo as palavras da própria, ela  não é de se queixar, e sim e se vingar. Augusto que não pense que sua parceira deixou a recusa por isso mesmo, porque certamente o troco virá. Mas não agora. Agora o foco da loira é colocar para funcionar seu plano de vingança contra Heitor, e se a sedução deliberada de Augusto não é mais uma opção disponível, nada mais certeiro que jogar a carta manjada do primeiro amor. Ela sabia que Cecília estava louca para conhecer o mundo, ávida por novos sentimentos, então cairia fácil de amores pelo tímido, lindo e atencioso professor de música.

Na estreia, Alice Wegmann pode ter se enrolado um pouco para dar o tom certo à sua personagem, mas o amor parece ter feito bem a ela. A atriz conseguiu transmitir todos os conflitos e emoções de Cecília através do olhar. Do encantamento ao desespero. Afinal, depois de se apaixonar e saber-se correspondida por um professor fofo, como não se desesperar ao dar de cara com aquele noivo uó que a mãe arranjou para ela? Catatônica, Cecília trocou meia dúzia de palavras (metade em francês) com Heitor, ganhou de cara uma joia que mais parece uma coleira e não tem absolutamente nada a ver com a sua leveza, e já sabe que prefere morrer a se casar com aquele homem.

Ao procurar Isabel para ser sua confidente e mentora, Cecília se atira definitivamente na armadilha que foi criada para ela. A garota pode não fazer ideia do que existe por trás daquilo tudo, mas olhando através de outro prisma, se não fosse por aquela vingança, ela jamais conheceria Felipe e sairia do internato direto para o altar. O que pode ser pior que isso?

isabel cecilia

Algumas observações:

– Algumas pessoas se surpreenderam e até se incomodaram com a falta de cenas de nudez e um conteúdo um pouco mais explícito na estreia. Já eu acho que a sutileza é fundamental para que a obra mantenha seu ar provocativo sem revelar demais.

– Gosto da forma como usam os elementos da época para recriar os anos 20 e, apesar de sabermos que eles estão no Brasil, as paisagens serem universais. A praia na Patagônia é belíssima e uma locação bem acertada.

– Augusto pode ter completa certeza de que está manipulando Mariana – e de fato está – mas até que ponto ele mesmo não está sendo manipulado pelos próprios sentimentos que nutre pela moça?

– Que fotografia, senhores. Que fotografia!

Gostou do episódio? Deixe seu comentário e até amanhã!


Laís Rangel

Jornalistatriz, viajante, feminista e apaixonada por séries, pole dance e musicais.

Rio de Janeiro / RJ

Série Favorita: Homeland

Não assiste de jeito nenhum: Two and a Half Men

×